A LUZ É PARA TODOS – 1947 / Oscar Melhor Filme 1948

0

TÍTULO ORIGINAL :- Gentleman’s Agreement

DIRETOR :- Elia Kazan

ELENCO :-
Gregory Peck (Philip Schuyler Green)
Dorothy McGuire (Kathy Lacey)
John Garfield (Dave Goldman)
Celeste Holm (Anne Dettrey)
Anne Ravere (Sra. Green)
June Havoc (Elaine Walles)
Albert Dekker (John Minifry)
Jane Wyatt (Jane)
Dean Stockwell (Tommy Green)
Nicholas Joy (Dr. Craigie)
Sam Jaffe (Prof. Fred Lieberman)
Harold Vermilyea (Lou Jordan)
Ransom M. Sherman (Bill Payson)

SINOPSE :-
O jornalista Philip Schuyler Green (Gregory Peck) é convidado pela revista para a qual trabalha para escrever uma matéria sobre o anti-semitismo. Inicialmente sem saber como abordar o tema, ele resolve se mudar para Nova York e se fazer passar por um judeu, para descobrir quais os reais sentimentos das pessoas a respeito do assunto. Logo ele sente o preconceito e aprende o significado de ser judeu.

CURIOSIDADES :-
– Quando A Luz é para Todos começou a ser produzido os chefes de vários estúdios de cinema da época, em sua maioria judeus, entraram em contato com a Fox pedindo para que o filme não fosse realizado. O temor era que, por tratar de anti-semitismo, o tema acabasse se popularizando graças ao filme.

– John Garfield aceitou atuar em A Luz é para Todos após o produtor Darryl F. Zanuck prometer que o filme seria fiel ao roteiro de Moss Hart. Apesar de seu papel limitado, Garfield recebeu um salário equivalente aos das principais estrelas do elenco.

– Foi o filme de maior bilheteria da Fox em 1948.

PREMIAÇÕES :-
– Ganhou o Oscar 1948, nas categorias:
Melhor Filme,
Melhor Diretor e
Melhor Atriz Coadjuvante – Celeste Holm.
– Indicado, nas categorias:
Melhor Ator,
Melhor Atriz – Dorothy McGuire,
Melhor Montagem,
Melhor Roteiro – Moss Hart e
Melhor Atriz Coadjuvante – Anne Ravere.

– Ganhou o Globo de Ouro 1948, nas categorias: –
Melhor Filme,
Melhor Diretor,
Melhor Atriz Coadjuvante e
Prêmio Especial – Dean Stockwell.

– Indicado no Festival de Veneza ao Leão de Ouro, na categoria:
Melhor Filme.

– Ganhou National Board of Review, USA, na categoria:
Melhor Diretor.

– Ganhou o Prêmio dos Críticos de Nova York, na categoria:
Melhor Filme e Diretor.

Compartilhar.

Sobre autor

Deixe um comentário