OS MELHORES ANOS DE NOSSAS VIDAS – 1946 / Oscar Melhor Filme 1947

0

TÍTULO ORIGINAL :- The Best Years of Our Lives

DIRETOR :- William Wyler

ELENCO :-
Myrna Loy (Milly Stephenson)
Fredric March (Al Stephenson)
Dana Andrews (Fred Derry)
Teresa Wright (Peggy Stephenson)
Virginia Mayo (Marie Derry)
Cathy O’Donnell (Wilma Cameron)
Hoagy Carmichael (Butch Engle)
Blake Edwards (A Corporal)
Gladys George (Hortense Derry)
Ray Collins (Sr. Milton)
Minna Gombell (Sra. Parrish)
Harold Russell (Homer Parrish)
Roman Bohnen (Pat Derry)
Walter Baldwin (Sr. Parrish)
Steve Cochran (Cliff)
Dorothy Adams (Sra. Cameron)
Don Beddoe (Sr. Cameron)
Marlene Aames (Luella Parrish)
Charles Halton (Prew)
Ray Teal (Sr. Mollett)
Howland Chamberlain (Thorpe)
Dean White (Novak)
Erskine Sanford (Bullard)
Michael Hall (Rob Stephenson)
Victor Cutler (Woody Merrill)
Jimmy Ames (Jackie)
Claire Du Brey (Sra. Talburt)
Tom Dugan (Doorman)
Ray Hyke (Gus – Salvage Worker)
John Ince (Ryan)
Teddy Infuhr (Dexter – Brat in Drugstore)
Ruth Sanderson (Sra. Garrett)
Ralph Sanford (George H. Gibbons)

SINOPSE :-
O ex-sargento Al Stephenson (Fredric March), o ex-piloto Fred Derry (Dana Andrews) e o marinheiro Homer Parrish (Harold Russel) retornam para casa após combater na Segunda Guerra Mundial. Dispostos a recomeçar a vida, os três veteranos vão ter de conciliar os traumas de guerra e vencer o difícil período de readaptação com suas famílias e antigos empregos.

CURIOSIDADES :-
– O personagem interpretado por Ray Teal (o ator que Harold Russell ataca na fonte de soda) é listado nos créditos como “Mr. Mollett”. No entanto, o nome do personagem nunca é mencionado ou aludido. Pode ser que o Mr. Mollett seja o nome pelo qual o personagem é chamado no livro no qual o filme foi baseado, “Glory for Me”, de MacKinlay Kantor.

– Harold Russell foi descoberto por William Wyler, quando ele o viu um filme de treinamento do exército chamado “Diário de Um Sargento” em que Russell aparece, falando sobre a reabilitação de soldados feridos.

– O diretor William Wyler ficou furioso quando soube que Samuel Goldwyn tinha mandado Harold Russell para aulas de atuação, ele preferia Russell destreinado, atuando naturalmente.

– William Wyler queria uma aparência completamente sem glamour, exigindo que todos os figurinos que fossem comprados ficassem fora dos cabideiros e fossem usados pelo elenco antes das filmagens, certificando-se de que todos os conjuntos fossem construídos em tamanho menor do que o real.

PREMIAÇÕES :-
Ganhou o Oscar 1947, nas categorias:
Melhor Filme,
Melhor Diretor,
Melhor Ator – Fredric March,
Melhor Ator Coadjuvante – Harold Russell,
Melhor Edição,
Melhor Trilha Sonora – Comédia ou Drama e
Melhor Roteiro – Robert E. Sherwood.

Compartilhar.

Sobre autor

Deixe um comentário